Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cinematologia

Repositorium de todos os filmes que vi

Cinematologia

2008-The Class by Laurent Cantet

Resultado de imagem para the class movie poster

Ciclo de Cinema|Óscares 2009

Nominee Best Foreign Language Film - France

 

Sinopse:

"A Turma" ("Entre les Murs"), filme de Laurent Cantet ("Recursos Humanos", "O Emprego do Tempo") galardoado com a Palma de Ouro no Festival de Cannes, segue um ano de um professor e da sua turma numa escola de um bairro problemático de Paris, microcosmos da multietnicidade da população francesa, espelho dos contrastes multiculturais dos grandes centros urbanos de todo o mundo.
O professor François (interpretado pelo próprio François Bégaudeau, professor que escreveu o livro que foi o ponto de partida para este filme) e os seus colegas, preparam-se para um novo ano escolar. Cheios de boas intenções, estão decididos a não deixarem que o desencorajamento os impeça de tentar dar a melhor educação aos seus alunos.
Mas as culturas e as atitudes diferentes colidem frequentemente dentro da sala de aula. François insiste num atmosfera de respeito e empenho. Mas tudo é posto à prova quando os estudantes começam a desafiar os seus métodos.
A turma é composta por actores não-profissionais que foram escolhidos entre alunos de um liceu francês, com quem o realizador trabalhou todas as semanas durante um ano lectivo em ateliês de improvisação. O filme é considerado um retrato exemplar das questões da educação e do desafio de ensinar.

cinecartaz.publico.pt

 

Crítica:

"A Turma" não fala de uma escola, de uma turma, de um professor: fala de todas as escolas, de todas as turmas, de todos os professores, qualquer que seja o país ou a cidade. E, para lá disso, do modo como a escola funciona como um microcosmos reflector do que se passa lá fora, um espaço quase protegido onde o exterior pode ser compreendido, recriado, interpretado, mas que não está imune às tensões que se trazem de casa.

O que resulta do dispositivo que Laurent Cantet montou, aplicando as técnicas do documentário à ficção, é um dos mais notáveis filmes que vimos em 2008 (...) no modo como se instala de corpo inteiro numa situação social que permite todas as armadilhas e as evita habilmente pelo simples facto de se concentrar nas pessoas. Este professor e estes alunos não são símbolos, bonecos ou arquétipos - são gente de corpo inteiro. E é muito bom ver isso no cinema.

Jorge Mourinha-www.publico.pt

 

Cinemantário: Tão realista que se impõe de um modo quase claustrofóbico.