Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cinematologia

Repositorium de todos os filmes que vi

Cinematologia

2007-The Kite Runner by Marc Forster

Resultado de imagem para The Kite Runner movie poster
 
Ciclo de Cinema|Óscares 2008

Nominee Best Music (Original Score) 

Sinopse

Nos anos 70, em Cabul, dois rapazes, Amir e Hassan divertem-se com papagaios de papel. Mas Amir vai trair o amigo e acaba por deixar o Afeganistão. Vinte anos mais tarde, resolve regressar ao país procurando a redenção. Num Afeganistão, agora controlado pelos taliban, procura a paz e o perdão. 

cinecartaz.publico.pt 

 

Crítica:

The Kite Runner traz um enredo sem foco e óbvio, que apenas funciona para seduzir e entreter as massas com um ar de folhetim. 

O principal elemento negativo da produção é o roteiro: óbvio, ingênuo, pretensamente apelativo. Não consegue atingir o nível de comoção a que se propõe, não consegue fazer um retrato válido do Afeganistão em guerra, não consegue definir ao certo a história que quer contar. Além disso, há diálogos que assustam pela pobreza e pelo excesso de clichês. Isso se dá, por exemplo, em várias falas do pai de Amir (“Os talibãs são tão maus quanto falam?”). 

Do ponto de vista ideológico, o filme também peca: dá a entender que o Afeganistão era um paraíso antes da invasão russa (e, claro, do domínio dos talibãs), com crianças felizes brincando de pipas e pouca ou nenhuma tensão política. Depois, o paraíso é a América, onde o personagem vive feliz e em harmonia com os seus, sem sofrer qualquer forma de preconceito, sem se sentir deslocado em uma cultura tão diferente da sua. 

Rodrigo Rosp-www.cineplayers.com

 

Cinemantário: Apesar da ingenuidade ideológica e técnica do filme, não deixa de ser um filme muito bonito.

 

Children aren't colouring books. You don't get to fill them with your favourite colors.

 

There is only one sin. And that is theft. Every other sin is a variation of theft. When you kill a man you steal a life. Tou steal his wife's right to her husband, his children's right to a father. When you tell a lie you steal someone's right to the truth.