Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cinematologia

Repositorium de todos os filmes que vi

Cinematologia

2007-Atonement by Joe Wright

 Resultado de imagem para atonement movie poster

Ciclo de Cinema|Óscares 2008

Nominee Best Art Direction/ Best Costume Design/ Best Actress in a Supporting Role/ Best Writing (Adapted Screenplay)/ Best Cinematography/ Best Picture

Winner Best Music (Original Score)

 
Sinopse:

Verão de 1935. É o dia mais quente do ano mas, apesar da canícula, a família Tallis vive tranquilamente na sua mansão vitoriana. A pequena Briony já descobriu a sua vocação, quer ser romancista. Mas quando do alto dos seus 13 anos surpreende a irmã, Cecília (Keira Knightley), a despir as suas roupas e a mergulhar na fonte do jardim junto do filho do caseiro, Robbie (James McAvoy), a sua reacção ingénua face aos desejos dos adultos vai provocar uma tragédia. Robbie e Cecília ultrapassam uma fronteira que nunca tinham ousado ultrapassar e tornam-se vítimas da imaginação prodigiosa de Briony. No final desse dia, a vida dos três terá mudado para sempre. 
Uma adaptação do romance de Ian McEwan pela equipa de "Orgulho e Preconceito", "Expiação" foi nomeado para sete Globos de Ouro, tendo arrebatado os prémios de melhor filme e banda sonora original.

cinecartaz.publico.pt 

 

Crítica:

É esse o problema central de "Expiação": é um filme demasiado enamorado da sua própria construção cinematográfica, demasiado consciente do jogo de espelhos que propõe e elabora. Está sempre a pedir-nos para o admirar - "olhem que bem que conto esta história, que bem que filmo" - mas nesse percurso perde de vista o seu objectivo final que é o de emocionar o espectador, revelando uma precisão quase gélida, meticulosamente calculada.

"Expiação" recupera à medida que embala em direcção ao seu final silenciosamente devastador, a que a presença imperial de Vanessa Redgrave empresta uma notável dignidade, mas o mal está feito e Joe Wright falha a grandeza por excesso de confiança. O que não invalida que este seja um bom filme que se sai com inteligência de um difícil caderno de encargos.

Jorge Mourinha-www.publico.pt

 

Cinemantário: Com todas as suas imperfeições é o filme perfeito. Muito bonito, muito tocante.